terça-feira, 12 de julho de 2011

Dirty Berry - Catrice

Olá.
Tudo?
Tudo!
Ele há coisas! Vi esta gosma num blog qualquer da vida, pesquisei a gosma, encantei-me com a dita, encontrei a mesma, comprei a supracitada e, no fim desta treta toda, desiludi-me com a tal.
As mulheres são realmente qualquer coisa de extraordinário.
E perguntam vocês: mas foi porquê? Porque ele não tinha nada a ver? Porque ele é muita mau de aplicar? Porque ele cheira mal dos pés ou da boca?
E eu digo: não! O pior é que nem é por nada em concreto! Simplesmente o achei blhé para aquilo que eu pensava que seria... e não sejam tontas, que os vernizes não têm nem pés e nem boca! Parece que bebem...
Catrice - Dirty Berry









Então, duas camaduchas e o Dirty Berry já fica em condições. O brilho é que é uma ganda porcaria, o que em nada ajudou ao blhé feeling que ele me deixou na alma.
Depois acho que a cor em si não ajudou à dança. Ele é um roxo a atirar para o lilás, mas faltou algo naquele pigmento. Porque ele nem é claro e nem é escuro, nem é vibrante e nem é pastel, nem é sim e nem é sopas. É um peidinho sem sal, uma coisinha à qual não se podem atribuir adjectivos em condições. Ele é aquele fulano com óculos de massa, meio gordito, que fica com o seu anorak cinzento ao canto da sala. O tipo de criatura que pode desaparecer da face da terra sem que ninguém dê por isso. Acho que a este tolueno falta personalidade, é isso.
O que é chato nisto é que ele é fora do comum ao ponto de até conseguir ser holográfico! E eu nunca tinha visto um holográfico na colecção da Catrice. A minha teoria é que isto foi completamente acidental e nem eles notaram ainda o que fizeram, porque em lugar nenhum ele é assinalado como sendo holográfico o que, convirão, é um grande tiro no pé, certo?
Mas mais uma vez até a holografia é blhé. Aquilo que deveria ser o se grande trunfo ainda ajuda a ablhézar mais a coisa! Não me perguntem como, mas é a verdade.
Nem vou dizer mais nada acerca desta "coisa", porque a ambiguidade da gosma em questão se me está a deixar com uma crise existencial. Mais uma vez repito: ele feio não é... mas é blhé, sei lá! Ái ca nervos!!

12 comentários:

Miminhos disse...

Esse verniz não é carne nem é peixe, às vezes parece-me que vou adorar, outras vezes acho que vou detestar, não sei, só espero não vê-lo à frente para não ter de decidir.
Bj

Ana Rita disse...

Oh, eu gosto! x) (pelo menos nas fotografias que tenho visto, porque ainda não o experimentei :X)

Beijinhos*

Beatlemarta disse...

Ana Rita: a questão é mesmo essa!! É que nas fotos o sacana parece ser o máximo! Foi por causa das fotos que vi que fui a correr comprá-lo... acredita que ao vivo a conversa é outra.

Maria Death disse...

ameiiiiiiiiiiiii
eu tenho um parecido só que é mais escuro!!!

Ana Rita disse...

parece bonito nas fotos! mas como não vejo á venda por cá, terei de esperar pra tirar a conclusão ao vivo...

Margareth Gervason disse...

Lindo...lindo é um holinho tb igual aos da DOTE!!
Ótima terça
Beijos coloridos!

Tulipinha disse...

Até achei fofo, e aquele quase holografismo até lhe confere alguma piada. No entanto nunca o vi ao vivo e a cores, só posso dizer que pelas fotos gostei

sandraoliv disse...

Ah Marta.. eu me encantei pelo dito, achei lindo! não acredito que ele é bhle.
Eu quero um!! rsrsrs
bj

Michèle Moda na Mão disse...

mesmo sem muita holografia a cor é linda amei

renata sanches disse...

Amei esse esmalte gosto dessas cores que perturbam!

Heloisa disse...

Poxa, acho que é tão holográfico quanto um Sancion Angel, não? Heheheheh!!

ana s. disse...

Pelas fotos parece bonito, resta ver ao vivo para decidir se é ou não.
***