Diferentes Acabamentos de Verniz


Olá.
Tudo?
Tudo!!
Tanta e tanta bebé que por aí há que não faz ideia do que é um holográfico, do que é um duocromático... enfim, acho que este pequeno guia já se impunha. E eu, FOFA que só visto, dei-se-me ao trabalho de fazer uma exaustiva compliação dos diferentes tipos de acabamento que um verniz pode ter, e aqui passo a demonstrar e explicar cada um deles para vosso bel prazer. Apertem o cinto, nada de comidas pesadas nesses estômagos e cá vamos nós partir numa viagem alucinante ao maravilhoso mundo da gosma:

CREMOSO
O acabamento cremoso é provavelmente a mais popular de todas as texturas que podemos ter nas gosmas. É uma cor só, sem nenhum brilho adicionado tipo glitter ou shimmer. O acabamento é liso, suave e brilhante. Pigmentação que cobre totalmente o branco da unha. 












JELLY
Um acabamento Jelly é a mesma coisa que um cremoso, apenas que é menos opaco. A textura é diferente, gelatinosa (muitas vezes inclui a própria da gelatina na sua elaboração) o que leva a que haja boas e más notícias. A má é que normalmente a pigmentação é menor, ficando o branco da unha visível (blhéc), a boa é que é extremamente brilhante. A OPI lançou recentemente uma colecção onde prometia dar às bebés todo um novo acabamento que aqueles maganos chamaram de "sorbet". Descreveram o tal sobretzucho como uma look de rebuçado, mas ele nada mais é que o jelly revisitado!

PEROLADO
O perolado é um verniz cuja fórmula inclui um brilho nacarado, igual ao interior das cascas das ostras, igual a pérolas (duh), onde o pincel deixa marcas óbvias no acabamento. É um tipo de look mais popular em vernizes antigos, daí que seja carinhosamente (ou não) apelidado muitas vezes de "verniz de velhota".











SHIMMER
O problema destes diferentes acabamentos é que, muitas vezes a diferença entre um e outro é bastante subtil. O shimmer partilha muitas características com o perolado e o iridiscente (do qual já falaremos mais à frente). Um acabamento shimmer é um verniz cremoso de base, com um brilhinho acrescentado, mas não um brilho de partículas independentes (tipo glitter) e sim um toque perolado. Normalmente o shimmer é dourado ou prateado, embora possa encontrar-se noutros tons.




GLASS FLECKED
Os vernizes com acabamento glass flecked parece que contêm vidro moído, muito fininho, na sua composição. Daí o nome. Normalmente estas partículas de aparente vidro vêm numa suspensão de uma base jelly o que faz com que o acabamento seja muito lisinho, embora pareça contêr particulas que lembram glitter, o que lhe dá uma aparência a modos que rugosa.







FROST
Os vernizes de acabamento frost são os que têm um shimmer muito fino e que ficam com marcas de pincel óbvias no resultado final. Costumam ter um pigmento fraco, o que só piora a situação.Tal como o perolado, são acabamentos que estão a cair em desuso e que já só a velhotas amam de paixão.












IRIDESCENTE
Este acabamento é muitas vezes confundido com o duocromático ou com o shimmer. Tudo bem, entendo a vossa dúvida, mas deixem-se disso! O iridescente é um verniz nacarado que tem um ou outro lampejo de uma cor diferente da sua cor base, sem que no entanto a mesma se altere completamente, como acontece com os duocromáticos. Bons exemplos desses seriam o Rosa Pitanga da Risqué, ou o Material Girl da H&M, ambos vernizes rosa, mas com lampejos azuis quando se mexe a mão.

 DUOCROMÁTICO
Duochrome, para os amigos, este bebé muda de cor conforme a luz é reflectida na superfície da unha. Os verdadeiros duochromes exibem uma diferença óbvia entre a cor base e o tom que adquirem conforme se movimenta a mão. Como o nome indica, duocromáticos são vernizes que exibem duas cores distintas entre si, mas na verdade há duocromáticos que possuem mais do que apenas duas cores em sí mesmos. Vide: Space Cadet da Orly.









NEON 
Poder-se ía argumentar que "neon" designa uma cor e não um acabamento. Mas eu vou aqui argumentar algo também: é que embora o que designa um neon seja uma cor forte, reflectiva da luz e tal, a grande maioria dos vernizes neon possuem um acabamento muito próprio. Um híbrido entre creme, matte e acetinado. Raros serão os neons que secam com brilho. Pensem nisso!


METÁLICOS
Não será decerto uma surpresa se vos disser que vernizes metálicos são aqueles que ficam com um ar de metal nas unhas! Ou é?? Se é, respirem fundo enquanto vos digo que um verniz metálico é aquele que deixa as unhas com um aspecto metalizado! São tradicionalmente encontrados em tons de ouro, prata e cobre mas até azuis, rosas, verdes, etc eles podem ser.  Há ou não uma diferença entre "metálico" e "cromado"? Bom, sim e não. A minha opinião pessoal é que os cromados são apenas metálicos turbinados. Aqueles em que a fórmula melhorou ao ponto de eles serem mais reflectores, mais parecidos com metal polido e onde não se note os riscos do pincel pós-aplicação.
  






FOIL
Ele há acabamentos que são complicados de traduzir. Ele é o shimmer, ele é o foil... enfim, mas fazer o quê?
Foil é um verniz cujo acabamento tem uma base metálica mas que foram adicionadas à mesma pequenas particulas, também elas metálicas, que dão um look mais robusto à coisa. O acabamento é perfeitamente liso, mas aparenta ser granuloso. O efeito geral destes bebés é o de metal derretido que ficou com impurezas.
 

HOLOGRÁFICO
Verniz holográfico é aquele que contêm na sua fórmula microcristais que cada um, individualmente, reflecte todas as cores do arco-íris. Quando espalhados pela superfície da unha eles foram um padrão, (num mundo perfeito) de chama que é óbvio quando exposto à luz solar e / ou artificial. Na sombra o seu brilho é discreto, podendo até ser monocromático. As partículas holográficas podem ser pequenas, médias ou grandes e isso muda totalmente o aspecto da gosma em questão, sem que a mesma deixe de ser "holográfica". Mas o aspecto mais desejado (e mais tradicionalmente aceite como holográfico) é aquele onde as partículas são o mais finas possível.
Não confundir um verniz holográfico com um verniz com GLITTER holográfico. Veremos as diferenças mais à frente.



GLITTER
O glitter é um dos acabamentos mais espampanantes do mundo da gosma para as unhas! Começa por se pegar numa base gelatinosa que na maioria das vezes é incolor, mas que pode ter uma tonalidade semelhante aos cristais que se lá vão pôr em suspensão. A quantidade, tamanho e cor dos mesmos varia grandemente. Muitas vezes é necessária a aplicação de um topcoat para que a superfície fique menos àspera.







GLITTER SORTIDO
À parte do glitter própriamente dito, que consiste em particulas circulares de maiores ou menores dimensões, existe algo que é o glitter mas em formas diferentes da redonda. Há glitter em forma de tirinhas, de estrelas, de quadrados, de hexágonos (popular) e há ainda os frasquinhos onde a rambóia impera e todas as formas convivem em alegre harmonia lá dentro.  A diferença maioritária entre um "glitter" e um "glitter sortido" é que enquanto o primeiro se pode usar directamente em cima da unha e, com duas ou três camadas pode-se obter um verniz mega brilhusso, este segundo glitter é mais disperso, sendo maioritáriamente usado como topcoat para colocar um acento sobre um esmalte cremoso, jelly ou metálico, na maior parte das vezes.

GLITTER HOLOGRÁFICO
Então, simples. O glitter comum são particulas de cor única. Ou seja, numa base gelatinosa, em suspensão costumamos ter flocos vermelhos OU verdes OU azuis OU roxos etc OU ATÉ todas estas cores independentes lá misturadas. Glitter holográfico são particulas que contêm em cada uma delas a possibilidade de reflectir todas as cores do arco-íris. Não formam um prisma como um verniz holográfico, mas as particulazinhas ao invés de uma cor, brilham com todas. Também este costuma ser utilizado como top coat uma vez que as particulas são demasiados dispersas.

FLOCADOS
Vernizes flocados consistem numa base gelatinosa, incolor, onde se encontram em suspensão pequenos flocos opalados, finíssimos, muitas vezes duocromáticos e que lembram folha de ouro. As bordas são irregulares e daí o nome "flakies", uma vez que possuem uma aparência de flocos de aveia. Embora se refiram a eles como "vernizes flocados" eles tecnicamente são topcoats flocados, uma vez que não possuem poder de cobertura, e servem apenas para ser colocados em cima de um verniz cremoso.








MATTE
Ou "foscos". São gosmas que secam sem qualquer tipo de brilho. A durabilidade não é lá aquelas coisas e convêm evitar usar cremes para as mãos e tal, uma vez que assim lá se vai o efeito todo p'ro galheiro. A vantagem destes marotos é que secam muito depressa e, por isso, numa emergência não há melhor. Em último caso, passa-se um extra brilho em cima e toca a anda de mota. Ficamos com o chamado dois-em-um"!


ACETINADOS
São um filho bastardo dos matte. Eles não secam completamente foscos. Há ali um brilhito qualquer que os coloca numa outra categoria, no entanto não brilham o suficiente para que sejam considerados "brilhantes". São os que têm aquela textura meio emborrachada, do tipo dos neons.













SUEDE
Estes malucos são foscos como os matte só que a sua fórmula inclui um shimmerzito. É como se se estivesse a usar um verniz gloss ou com glitter e, em cima do mesmo fossemos de enfiar um topcoat mattificante. O nome vem do inglês "suede" que significa camurça porque este acabamento fica com esse tipo de textura. Não caiam no tosco erro do pensar que ficam com unhas "suecas" como já tenho lido por aí! Isso é "swedish", my friends!


TRANSLÚCIDOS
São meninos que são quaseeee transparentes mas que ainda possuem alguma opacidade. Usam-se tradicionalmente para manicures francesas para que a ponta branca da unha fique visível. Regra geral costumam encontrar-se nas cores: Salmão, nude ou rosa. Os famosos "renda" a modos que se encontram entalados entre esta categoria e a jelly.










GLOSS
Gloss é um acabamento relativamente novo. São vernizes que incluem um shimmerzinho regra geral prata para que fiquem com um aspecto "molhado", como se tivessem água incorporada na fórmula. Básicamente são cremosos com glitter fininho.




CRAQUELADO
É o efeito que se consegue quando se aplica um destes marotos em cima de um outro verniz de base. Escolhe-se uma cor de fundo e aplica-se o craquelado por cima. Este craquelado vai "rachar" e exibir a cor de fundo. Originalmente um verniz para madeiras, para dar um ar envelhecido a peças de mobiliário, eis que encontrou o seu nicho no mundo das gosmas para as unhas.








MINX
Embora"Minx" seja uma marca e não um estilo, essa foi uma designação que se adoptou para quando nos queremos referir a adesivos de unha inteira. Porque uma coisa são "adesivos" que são pequenos apontamentos decorativos que colocamos numa qualquer parte da unha, e outra coisa é um Minx que cobre totalmente a unha como se fosse uma camada de verniz. Ora estes adesivos podem ser de cor sólida ou com motivos, sejam eles florais, geométricos, abstractos, etc. Agora que mais marcas estão a lançar os seus próprios produtos "inspirados" nos Minx, a ver vamos como evolui a designação dada a este produto.

KONAD
Tal como Minx, Konad é uma marca e não um estilo. Com o advento de novas marcas no mercado, hoje em dia já começamos a dizer "carimbos" ao invés de Konads. Mas durante muito tempo ambos os conceitos foram sinónimos. Em que consiste? Numa placa metálica com desenhos em baixo relevo onde se aplica um verniz de pigmento forte e de consistência espessa, raspa-se o excesso e, com uma ferramenta própria para o efeito faz-se o decalque dessa imagem para a unha.
Um konad pode ser de unha inteira ou de pequenos apontamentos gráficos à escolha de entre um verdadeiro mundo de temas.





FIMO
Isto são umas barrinhas de um polímero cerâmico, criadas pela empresa Staedler, que depois são cortadas em secções finíssimas e se aplicam na unha com uma cola especial, assim criando decorações que ficam em relevo. Os fimos são mais comummente encontrados sob a forma de frutas ou flores.








NAIL ART
Bom, à partida todas estas técnicas que envolvam algo mais do que o simples engosmentar da unha com uma única cor base podem ser consideradas nail art, certo? Certo! Mas aqui apetece-me ser mais específica porque há uma modalidade base, mãe delas todas, que é o que tradicionalmente se chama de Nail Art.  É o decorar da unha com diferentes vernizes que são comercializados em frasquinhos devidamente criados para o efeito. Usam-se pincéis muito fininhos para criar diferentes padrões geométricos ou abstractos e até desenho livre, mas desta feita sem recorrer a carimbos ou stencils. Apenas se usa o desenho manual. O resultado final vai depender no nível de perícia do executante.

14 comentários:

Karin disse...

Mas essa marta05 é um loshooooooooooo! Parabéns pela excelente explicação, tem muita coisa aí que nem eu sabia!
E claro, fico com os cremosos, ou quem sabe, os translúcidos, e deu! Muita novidade não é tão assim comigo, por incrível que pareça!

Karin disse...

O que? Fui a primeira a comentar? Mas eu sou ninjaaaaaaaaaaaa!!!


hahahahahaha

coisas da Ale disse...

Marta gostei muito da explicação e não acho que os perolados sejam de velhotas tem uns em tons vermelhos que eu gosto, kkkkkk a mais tbm ja sou velha mesmo, kkkkkkkkk

Michele Hill disse...

Oi!

Adorei a explicação sobre os acabamentos!
Ficou realmente muito bom, com fotos e tudo!

Bjs!

Michele Hill disse...

Ah, e claro, adorei o blog!

E tbm tenho 5 gatos e um marido...rsrs!

Bjs!

Ana Rita Figueiredo disse...

Adorei! O teu registo é demais! Isso é que é bom humor... e o que a miúda percebe de vernizes... ou melhor, de gosmas :D
Olha, agora encontrei os cliché e não quero outra coisa! E se forem rosas ou vermelhos, melhor ainda! Fico-me pelos cremosos e pelos nudes... esses efeitos malucos ainda não são para mim! Bjs e obrigada pelo bolg*

SARA SILVA disse...

estou a adorar conhecer o teu blog, é cheio de bom humor! claro que não posso deixar de parte o factor crítico aos vernizes, que também me interessa, ahah
e então é por isto que vou seguir! continua :) *

ilana disse...

Olá Marta, sou brasileira e ri muito lendo o post de hoje sobre o esmalte (verniz) torta de limão.
Deu um trabalho imenso mas pelo menos você conseguiu sua coleção! E eu que moro aqui nem imagino como possa fazê-lo!
Adorei seu estilo bem-humorado e informal. Parabéns pelo blog e por esta brilhante explicação sobre os acabamentos, pois eu sempre andei com a pulga atrás da orelha sobre alguns que não conseguia classificar, e todas as definições que já havia lido só me confundiram acerca de alguns tipos parecidos entre si. Me tornei sua seguidora e vou vir te visitar frequentemente. beijos
Ilana

Anónimo disse...

Thought I would comment and say neat theme, did you make it for yourself? It's really awesome!

Luisa disse...

Olá,
Estou a preparar um post sobre acabamentos de vernizes, para colocar no meu blogue e gostaria de te referir como uma das minhas fontes bibliográficas, aliás a minha única fonte nacional, caso não vejas inconveniente.
Bjs
Luisa (já há algum tempo tua seguidora a leitora assídua)
http://efoiumdiaqueelacriouoseublogue.blogspot.com

Cristina disse...

Olá vim conhecer seu blog, pois você passou no meu e comentou. Adorei! Tb estou te seguindo! Amei conhecer as texturas/acabamentos.

Beijim
Cris http://crixnails.blogspot.com

Vicio Sadio disse...

Nossa que bacana não conecia esse espaço legal ele!! Adorei ver quantos acabamentos.

Esmalte na Nega disse...

Que graça essas unhas, estou me fartando no seu blog

Beijos da Nega

http://www.esmaltenanega.blogspot.com/

Martinha L disse...

Eu lembro-me de ter visto esta listinha há uns tempos e ufa! como isto tem crescido! Quase custa acompanhar as tendências, e acabamentos e coise... Espero avidamente pelo dia em que aparecerá uma gosma que tire cafés, acompanhados por um pastelinho de nata!

Até lá, Semper Fan (EISH trocadilho manhoso!)