terça-feira, 16 de setembro de 2014

Pier - Impala

Olá.
Tudo?
Tudo!
Desenterrei esta gosma, como se de um fóssil de trilobita se tratasse, e foi com grandes golfadas de nostalgia que a apliquei nas unhas.
O Pier, da Impala, faz parte da colecção Acqua, dos idos de 2009, e é do tempo em que um cinzento claro era uma cor ousada (pausa para rir e para limpar as lágrimas) e rara (uii, que barrigada de risota!), e eu desejei muito isto até finalmente o ter.



















Tanto esperei, tanto babei e me arranhei toda que, quando ele finalmente chegou, ficou ali na caixa uns três anos, porque entretanto já se tinha tornado uma cor banal.
Bom, mesmo sendo banal, a verdade é que este menino é uma fofura. Um cinza clarinho, com um toque perolado que desaparece nas unhas e com um cheirinho muito suave a azul, que lembra um céu chuvoso de princípios de Inverno.
Eu gosto. Gosto de dias assim e gosto dessas gosmas  também.
Ao contrário do que eu temía, ele nem precisou das vinte e sete camadas a que a Impala antiga nos habituou. E embora ele já estivesse mais fora de prazo do que um iogurte renascentista, a verdade é que foi uma maravilha de aplicar. Ah bons velhos tempos em que a Impala era inovadora. Hoje em dia até se me dá vontade de rir imaginar tal coisa.

2 comentários:

Ju Balbino disse...

a cor é realmente bem lindinha e nada de novidade mesmo, mas das grandes empresas brasileiras, a Impala é a mais inovadora, eu acho... com holos, magnéticos e glitters.


bjos^^
http://mundodejubaoli.blogspot.com.br/

Adega de Esmaltes disse...

Este Pier é amor eterno... adorooo